A história da educação do Ceará em tempos de pandemia e o ensino remoto: memórias, conjuntura social e ressignificação do trabalho docente (2020-2021)

Autores

  • Ana Carolina Braga de Sousa
  • Arliene Stephanie Menezes Pereira
  • Lia Machado Fiuza Fialho

Resumo

Este artigo objetiva refletir sobre a história da educação no estado do Ceará no contexto social da pandemia da Covid-19, nos anos de 2020 e parte de 2021. Questiona-se acerca de quais medidas estão sendo adotadas pelo governo do Ceará para conter essa pandemia, especialmente no contexto educacional. Quanto à metodologia, o estudo é exploratório de abordagem qualitativa e perspectiva teórica interpretativa. Os resultados obtidos apontam fatores positivos e negativos da implantação do ensino remoto na rede estadual de ensino. Entre os aspectos positivos, foi identificada a criação de projetos como: Conexão Seduc, acesso às plataformas de aprendizagem, distribuição de material didático, cartão alimentação e suspensão das aulas presenciais. Como aspectos negativos, foram apontados: dificuldade de acesso aos meios digitais, evasão escolar, adoecimento psíquico dos professores, desvalorização da profissão docente e, principalmente, a incapacidade de conter o agravamento das desigualdades sociais e educacionais.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Sousa, A. C. B. de, Pereira, A. S. M., & Fialho, L. M. F. (2021). A história da educação do Ceará em tempos de pandemia e o ensino remoto: memórias, conjuntura social e ressignificação do trabalho docente (2020-2021). Revista Liberato, 22(37), 7–18. Recuperado de http://revista.liberato.com.br/index.php/revista/article/view/678