Rochas basálticas para rejuvenescer solos intemperizados

Autores

  • Suzi Huff Theodoro
  • Andréa Sander
  • Diego Felipe Mosquera Burbano
  • Gustavo Rosa Almeida

Resumo

O Brasil é um país de imensa geodiversidade, o que lhe garante um papel relevante no setor mineral internacional. Dentro desse vasto patrimônio, algumas rochas, além de ser fonte de diversos bens minerais, são aptas para uso como fertilizantes. Essa nova rota tecnológica, denominada rochagem, prevê que determinadas rochas, que são ricas em macro e micronutrientes, convertem-se em insumos agrícolas capazes de incrementar os níveis de fertilidade, melhorando a produção e a qualidade nutricional dos alimentos, bem como reduzindo custos. Este trabalho tem o objetivo de apresentar os benefícios do uso de rochas basálticas (ricas em Ca+2, Mg+2 e, eventualmente, K), disponíveis especialmente na região sul. Para ratificar essa possibilidade, dados secundários foram utilizados. Tais dados vêm de uma pesquisa que testou agronomicamente um tipo de basalto que ocorre no município de Estância Velha (RS). A conformação geoquímica dessas rochas e os resultados agronômicos indicam um grande potencial dos basaltos para alterar a fertilidade do solo.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Theodoro, S. H., Sander, A., Burbano, D. F. M., & Almeida, G. R. (2021). Rochas basálticas para rejuvenescer solos intemperizados. Revista Liberato, 22(37), 45–58. Recuperado de http://revista.liberato.com.br/index.php/revista/article/view/681